Ampulheta

Para o que tarda,

não há mais tempo

no célere deslizar dos dias.

Tempo não há para esperas.

O amanhã sempre chega

antes.

* 

Parem os ponteiros.

Quebrem os relógios.

Clamem o tempo da gestação.

 *

Não roubem da fruta

nem da flor

sua delonga.

 *

Deixem que o remoto e o ermo

comam da estrada

a poeira.

 

(Analice Martins)  

6 ideias sobre “Ampulheta

  1. Depois de tantos artigos e crônicas argumentados desde a raiz da razão e do coração, crítica-escritura iluminante, eis que temos também a poeta, encantando com versos que adorei ler. Copiei e colei, e imprimi, pra ler com mais vagar, sentado na poltrona.

  2. Queria Analice,

    Confesso que fiquei surpreso quando soube do site e maravilhado quando acessei. É claro que não me surpreenderia com sua capacidade e talento, mas ainda fico atônito por não conseguir entender como você consegue ser tantas em uma só. Talvez você possua uma ampulheta mágica, capaz de dobrar seu tempo a cada vez que o compartilha conosco.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *