Rumores da cidade: janelas

 

Sem cortinas,

a casa é o fora:

a rua que entra,

o verde espelhado.

* 

Sem cortinas,

o dentro da casa

é nudez devassada

e cores à mostra.

* 

Com cortinas,

o fora é lá fora:

a rua se encolhe,

e o verde se encobre.

* 

Com cortinas,

a casa é só o dentro:

corpo privado

e cores escondidas.

 

Uma ideia sobre “Rumores da cidade: janelas

  1. Que maravilha!!! Lembrou-me Clarice Lispector…”Uma casa sem cortinas…” Nossa alma descoberta, uma vida toda exposta (o que é dentro está fora e vice versa). Gosto desta escrita, que revela, que desvenda…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *